Hoje, duelo entre guitarras e violas na série musical Rock Rural no CCBB-SP Eventos BaresSP 570x300 imagem
    arroba-banner-inove.jpg

    Hoje, duelo entre guitarras e violas na série musical Rock Rural no CCBB-SP

    Duelo de guitarra e viola no CCBB-SP na série musical Rock Rural

    Por Valéria Rossi  | 09 de Fevereiro 2010 - Publicado em 08 Fevereiro 2010


    Hoje  a banda Matuto Moderno traz uma mistura de ritmos que vão do catererê aos efeitos eletrônicos. Junto, o violinista Paulo Simôes -- representante da nova música pantaneira. A série terá ainda atrações como Zé Geraldo, Sá e Guarabyra, entre outros


    Amanhã, dia 09, é a vez da banda Matuto Moderno mostrar o “duelo” de acordes turbinados entre a viola caipira e guitarra, em ritmos que vão do catererê aos efeitos eletrônicos na série "Rock Rural". Mas não se assustem, essa "guerra" é só entre instrumentos. A série traz grandes nomes da música de raiz e mostra o som dos acordes que compõem o folk brasileiro. O projeto acontece no Centro Cultural Banco do Brasil, em São Paulo. Todas as terças-feiras, até nove de março, sempre em dois horários, às 13h e às 19h30, o centro receberá o que há de melhor dessa mistura de rock com música caipira de raiz.


    Nascido em 1999, o grupo formado por Ricardo Vignini, Marcelo Berzotti, Alex Mathias, Mingo Jacob e Ricardo Berti, apresentou um estilo onde ritmos caipiras, como o cururu e o pagode de viola, passaram a flertar de forma intensa com o rock 'n' roll. A ideia da banda era quebrar o mito de que música de raiz era coisa de pessoas mais velhas. Mesmo incorporando elementos e efeitos eletrônicos às suas canções, o Matuto Moderno nunca perdeu o viés de ter a cultura popular como fonte principal de suas criações. Junto com o grupo, apresenta-se o violonista carioca, radicado em Campo Grande (MS), Paulo Simões, conhecido como o compositor da nova música pantaneira e que já gravou com artistas como Renato Teixeira, Maria Bethânia, além das parcerias com Almir Sater.

    O evento, que estreou no dia 2 com apresentação do grupo O Terço, formado pelos músicos Flávio Venturini, Sergio Hinds e Sérgio Magrão levou ao público elementos do rock rural e do bom e velho rock 'n' roll . A série terá ainda outros importantes nomes que ajudaram a construir a história desse estilo musical no Brasil, com Zé Geraldo, Zé Helder Quarteto, Ivan Vilela e Sá e Guarabyra. Segundo Marinéa Mochizuki, produtora do evento,o “Rock Rural tem como objetivo mapear o passado, o presente e o futuro do gênero. “Os artistas trazem em comum, além do ritmo, a paixão por contar histórias simples, porém intensas e cheias de poesia.” Para Marcelo Mendonça, diretor do CCBB São Paulo, “por meio do rock rural, um gênero de grande identificação com o público, o Banco do Brasil reafirma seu compromisso de valorizar a cultura brasileira e oferecer ao público programas de qualidade com o melhor da arte revelada no próprio país.”

    Dia 23 de fevereiro, é a vez de Zé Geraldo subir ao palco. Um dos principais cantores e compositores do folk brasileiro completou 30 anos de carreira em 2009 e possui 16 discos lançados, sendo seu último trabalho batizado de “Catadô de Bromélias”, que conta com a participação especial de Zeca Baleiro. A primeira apresentação de março, dia 2, fica por conta de Zé Helder Quarteto e Ivan Vilela. Em suas composições, o quarteto traz influências de música regional, clube da esquina, jazz, rock, música erudita, entre outros estilos. Ivan Vilela, músico, professor, pesquisador, diretor e arranjador da Orquestra Filarmônica de Violas, começou a estudar música aos 11 anos, quando ganhou um violão de seu pai. Por fim, a dupla Sá e Guarabyra, fecha o evento no dia 09 de março. Precursores do estilo rock rural, a dupla formada em 1973 sempre utilizou em suas composições temas como o campo, o amor e os relacionamentos, mesclados a ritmos como o folk, rock progressivo, entre outros. Dentre os grandes sucessos da dupla estão “Dona” e “Espanhola” (composta por Flávio Venturini). No repertório para Rock Rural, os músicos apresentarão, além de seus clássicos, composições em homenagem ao ex-parceiro Zé Rodrix, falecido em maio de 2009.

    Programação dos Shows - Terças-feiras, com apresentação às 13h e às 19h30
    09/02 - Matuto Moderno e Paulo Simões
    23/02 - Zé Geraldo
    02/03 - Zé Helder Quarteto e Ivan Vilela
    09/03 - Sá e Guarabyra







    Serviço
    Local : Centro Cultural Banco do Brasil – São Paulo - R. Álvares Penteado, 112, Centro -
    Próximo às estações Sé e São Bento do Metrô
    11 3113 3651 / 11 3113 3652
    www.bb.com.br/cultura
    Teatro do CCBB (125 lugares)
    Classificação Indicativa: livre
    Ingresso: R$ 6,00 e R$ 3,00 (meia-entrada para estudantes, professores, correntistas do Banco do Brasil e maiores de 60 anos)
    Horário da bilheteria: de terça a domingo, das 10h às 20h.
    Informações: (11) 3113-3651 ou 3113-3652
    www.bb.com.br/cultura - Ingresso antecipado: www.ingressorapido.com.br / (11) 4003-1212

    Acessos: Estações Sé e São Bento do Metrô. Praças do Patriarca e da Sé.
    Acesso e facilidades para pessoas com deficiência física// Ar-condicionado // Loja // Cafeteria Cafezal

    Estacionamentos - Opções de estacionamentos particulares na Rua Boa Vista, Rua Senador Feijó e Rua Libero Badaró. Confirmar dias e horários de funcionamento.
    Van faz o transporte gratuito até as proximidades do CCBB – embarque e desembarque na Rua da Consolação, 228 (Edifício Zarvos) e na XV de novembro, esquina com a Rua da Quitanda, a vinte metros da entrada do CCBB.

     

    TAGS
     
     
     
     

    Bares em São Paulo

     
     

    Notícias BaresSP

     

    BaresSP publicidade 980x90 bares


    topo