PM de São Paulo irá intensificar a fiscalização da Lei Seca Eventos BaresSP 570x300 imagem
    arroba-germano-bar.jpg

    PM de São Paulo irá intensificar a fiscalização da Lei Seca

    Fiscalização da Lei Seca terá bairros alvos em 2011

    Por Laís Chagas | 18 de Janeiro 2011 - Publicado em 17 Janeiro 2011


    Para 2011, a Polícia Militar de São Paulo pretende intensificar a fiscalização da Lei Seca. Atualmente, o CPTran (Comando de Policiamento de Trânsito) possui 42 bafômetros, mas a quantidade de equipamentos deve dobrar ainda neste semestre. Além de novos bafômetros, também serão comprados 97 carros que serão somados aos outros 172, sendo a maioria picapes. outro item que irá ajudar a intensificar as blitz da Lei Seca são as motocicletas, que irá de 213 para 503 em toda a capital.

    Segundo o capitão Sérgio Marques, porta voz da PM, desde 2008 quando as blitz começaram a ser montadas o percentual de pessoas que dirigem alcoolizadas tem caído. No período de 20 de junho à 31 de dezembro de 2008, de 15.079 motoristas abordados, 933, ou 6,19%, estavam sob efeito de álcool. Já em 2009, com a consolidação da Lei Seca, de 105.938 pessoas que foram paradas nas operações, 4.273, ou 4,03%, apresentaram álcool no sangue na hora do teste, e em 2010, de 156.266 abordados, 4.258, ou 2,7%, foram flagrados nas operações. Neste ano, a corporação espera que a taxa seja reduzida para 2,3%. O número considerado ideal para a PM é 1,8%.

    Para o Capitão, hoje existe uma mistura de conscientização e medo de ser pego na blitz e ter que pagar a multa. "Os resultados são satisfatórios e estão dentro da meta estabelecida pela PM", diz. Marques ainda afirma que as ações devem continuar no sistema diferenciado, masi conhecido como "drive thru", quando o motorista assopra o bafômetro ainda ao volante.

    Com a intensificação da lei, alguns bairros serão alvos de blitz, como a Vila Madalena, Santana, e a região da represa Guarapiranga, onde estão localizados os bares. Mesmo com a intensificação da Lei Seca nestes bairros, as outras regiões da cidade não ficarão sem a blitz. "O consumo de álcool não se concentra numa área só. Ele é dissolvido na sociedade.", afirma o capitão. Na lista de abordados, motociclistas e taxistas também estão incluídos, tanto que no omesço deste mês a polícia fez uma operação especial para motos.

    A partir de estudos feitos em 2009 pela Confederação Nacional dos Municípios, que presta assessoria técnica às cidades brasilerias, o número de fatalidades em acidentes de trânsito cresceu de 2000 a 2007 no Brasil. De acordo com o SUS (Sistema Único de Saúde), houve aumento de 30% de mortes nesse período.

     

     
     
     

    Bares em São Paulo

     
     

    Notícias BaresSP

     

    BaresSP publicidade 980x90 bares


    topo