Limonn - Itaim ganha novo restaurante moderno, casual e elegante Eventos BaresSP 570x300 imagem
    curso-barista-arroba.gif

    Limonn - Itaim ganha novo restaurante moderno, casual e elegante

    Limonn - Itaim ganha novo restaurante moderno, casual e elegante

    Por Karina Monteiro | 07 de Janeiro 2009 - Publicado em 07 Janeiro 2009


    A ampla fachada do Limonn surpreende e atrai, com suas paredes revestidas de madeira, janelões envidraçados e à frente dois belos pandanos gigantes – pandanus utilis, espécie semelhante a palmeiras, baixa e robusta.

    Internamente, o espaço é sóbrio e elegante, e valoriza a luz natural. A arquiteta Mari Oglouyan e a paisagista Renata Primiano conceberam o projeto do Limonn ‘brincando’ em torno de um antigo limoeiro, plantado há mais de 30 anos pelos proprietários do imóvel. O limoeiro ocupa agora lugar de destaque na ‘espera aberta’ do restaurante, onde charmosos futons recebem quem precisa aguardar por um dos 60 lugares disponíveis no salão. Há também uma espera fechada, com sofás que dão vista para a cozinha.

    O bar do Limonn, visível desde a rua, tem uma poderosa luminária em ferro retorcido, cristal e tela, que pende sobre o balcão de granito revestido de pastilhas de aço inox. Do bar, saem coquetéis clássicos, como dry martini, negroni, bellini e cosmopolitan, e alguns drinks criativos à base de limão.
    No salão principal, destaque para as cadeiras grandes e confortáveis e para a boa distância entre as mesas – ‘detalhes’ que fazem do Limonn lugar ideal tanto para almoços de negócios quanto para jantares românticos... Estofados e paredes claras reforçam o clima de frescor.

    O limonn – limão, em armênio – perfuma, ornamenta, dá leveza. E é essa, em síntese, a atmosfera do restaurante.

    Experiências incríveis – O restaurante Limonn é iniciativa de Carlos Burjakian Filho, neto e filho de exímias banqueteiras e agora restaurateur. Para comandar a cozinha ele trouxe o irmão Christian Burjakian [ao lado, em foto de Wellington Nemeth], jovem chef com passagens por ‘escolas’ gastronômicas das mais renomadas: D.O.M., Brasserie Erick Jacquin e Fasano. E mais: por um ano, Christian foi subchef do Pellicano, restaurante de cozinha clássica em Salerno, Itália.

    Hoje com 31 anos, Christian começou a vida profissional com o pai, Carlos, comerciante do setor calçadista. Desde adolescente arriscava experiências na cozinha e, pouco a pouco, passou a ganhar o incentivo da mãe, Maria Cristina. Assim, a despeito dos desejos do pai, Christian deixou os negócios da família e partiu em busca da idealizada vida de chef.

    Um de seus primeiros trabalhos foi no Vila Conte, com Massimo Pisciotano – chef italiano que mais tarde o convidaria a trabalhar na Itália. Passou depois por um período no D.O.M., como conta: “Abordei o Alex Atala na frente do restaurante. Como sabia que ele tinha cisma com estagiários que têm dificuldade em cumprir a pesada rotina do restaurante, disse a ele: 'não pego onda, não tenho banda e trabalho sábado e domingo, almoço e jantar'. Não demorou muito e ele logo me chamou”.

    Além de Atala, Christian Burjakian teve também outros ‘mestres’, entre eles Erick Jacquin e Salvatore Loi, em valiosas passagens por seus respectivos restaurantes.

    “Foram experiências incríveis. Tive muita sorte de passar por cozinhas de renome, onde existe a valorização de ingredientes nobres e uma preocupação constante com o altíssimo padrão de qualidade. É esse mesmo nível de gastronomia que quero apresentar no Limonn”, diz.

    Cozinha impecável – No Limonn, Christian apresenta clássicos da gastronomia franco-italiana e algumas criações – mas tudo, reforça ele, feito à maneira clássica e com ingredientes super-frescos.

    O cardápio da casa, de grande espectro, compreende massas, risotos, peixes, crustáceos, carnes e aves. Nele, em receitas impecáveis, Christian Burjakian apresenta toda sua versatilidade.

    Nas entradas, destacam-se o ‘Escalope de foie gras quente com manga e morango ao mel de aceto balsâmico’ [ao lado, em foto de Peu Reis], o ‘Omelete cremoso com basturma’ [um dos símbolos da gastronomia armênia, o basturma é uma carne curada de forte e característico sabor] e o ‘Creme de aspargos com azeite de trufas brancas e ouro’. As massas são feitas no próprio Limonn. Entre elas, o ‘Ravióli tinto de cordeiro ao gratin’ e o ‘Gnochhi de rúcula dourado ao zafferano e cubos de fraldinha’.

    O ‘Robalo ao vapor em crosta de ervas com purê de batatas’ surpreende pela delicadeza. Também merecem destaque o ‘Vitelo empanado em farofa de pão, dourado no azeite de ervas, com risoto alla milanese’ e o ‘Confit de pato ao molho de mostarda dijon com purê de batatas trufado’.

    As sobremesas dedicam um capítulo especial para o chocolate. Além de uma ‘Waffle com mousse de chocolate e morango’, há um ‘Fondant ao chocolate meio amargo com sorvete de creme’ e um ‘Petit gâteau de nutella com sorvete de gianduia’.

    De segunda a sexta, no horário de almoço, além do cardápio normal o Limonn oferece também um cardápio com couvert, entrada, prato e sobremesa, ao preço fixo de R$ 38,00.

    Ao cardápio do chef, soma-se uma carta de vinhos cuidadosamente assinada por Nelson Luiz Pereira, da Associação Brasileira de Sommeliers. Há oferta de vinhos em taça em rótulos do Novo e Velho mundos. São mais de 130 rótulos e a adega climatizada, junto ao salão principal, tem capacidade para até 360 garrafas. O maître-sommelier é Humberto da Rocha, ex-Antiquarius.

    Serviços:
    Limonn 
    Rua Manuel Guedes, 545 - Itaim - SP 
    Tel. (11) 2533-7710
    Horário: De segunda a sexta das 12h às 15h30 e domingos das 12h às 16h30. E de segunda a sábado das 19h30 à meia noite.
    www.limonn.com.br

     

    TAGS
     
     
     
     

    Bares em São Paulo

     
     

    Notícias BaresSP

     

    BaresSP publicidade 980x90 bares


    topo