Open Jazz 2º Edição Eventos BaresSP 570x300 imagem
    300x250-banner-equipotelSP_semana-hospitalidade.gif

    Open Jazz 2º Edição

    Open Jazz 2º Edição

    Por Assessoria de Imprensa Dançar Marketing e Comunicações | 17 de Dezembro 2009 - Publicado em 02 Dezembro 2009


    Ao contrário da forma como é constantemente pensada e utilizada, a música não é apenas uma forma de entretenimento, mas sim parte construtora da história e da cultura de uma região, seu povo e ao contexto histórico em que está inserida. Reflete sua visão de mundo, seus valores e agrega conhecimentos incalculáveis sobre determinados períodos históricos, além de nos levar a lugares jamais conhecidos ou visitados.

    Para atender ao conceito de política cultural e utilizando a música como instrumento, o projeto levará ao palco do Céu Parque São Carlos, Céu Inácio Monteiro e MASP, três espetáculos de música instrumental inéditos, inteiramente gratuitos e abertos ao público em geral.

    O Open Jazz 2ª edição traz o show do Projeto Coisa Fina, grupo fundado no final do ano de 2005, por iniciativa do saxofonista Daniel Nogueira e do contrabaixista Vinicius Pereira.

    O projeto, em suma, divulga e populariza o jazz através da sensibilidade do Projeto Coisa Fina, contribuindo significamente para a política cultural que permite o fomento e a viabilização do acesso ao público a este tipo de manifestação que em sua maioria carece de acesso a estes artistas.

    Com curadoria de Anna Maria Kieffer, pesquisadora, cujo trabalho na divulgação da memória musical brasileira é reconhecido internacionalmente, o grupo Projeto Coisa Fina convida o ouvinte brasileiro a vivenciar espetáculos exclusivamente de musica instrumental fazendo uma fusão entre o jazz e as raízes brasileiras.

    O projeto Open Jazz 2ª edição tem criação e produção da Dançar Marketing e Comunicações e conta com o apoio do Ministério da Cultura.


    Anna Maria Kieffer
    A artista brasileira está ligada, como colaboradora, ao Studio de Recherches de Bruxelas, tendo realizado também trabalhos junto ao GRM-Groupe de Recherches Musicales, em Paris. É membro da EMF–Electronic Music Foundation (Albany, N. York) e do Instituto Brasileiro de Musicologia (São Paulo, SP).

    Vem se apresentando como criadora em concertos e festivais como: Festival d’Automne, em Paris; Festival Ars Electronica de Linz, Áustria; Outono de Varsóvia; Semanas de Música Contemporânea de Budapest; Festival del LIM e do Centro Reina Sofia,em Madri; Festival Nuova Consonanza, em Roma; Festival de Bourges, na França; Ost Belgien Festival e Festival de Mons, na Bélgica; Palácio de Queluz, em Lisboa; Stedelijk Museum, em Amsterdam; Leighton House, em Londres; Maison de Radio France, em Paris; Völkerkunden Museum, em Munique e, no Brasil, nos Festivais Música Nova de Santos e São Paulo, nas Bienais de Música Brasileira Contemporânea do Rio de Janeiro, no Festival de Música e Dança da Bahia, nos Festivais de Música Antiga e Colonial de Juiz de Fora e nos Festivais de Campos do Jordão.

    Realiza atividades de curadoria e trilha sonora para cinema e exposições, como: 18ª e 19ª Bienal Internacional de São Paulo; no MASP e no Centro Cultural de Belém, em Lisboa; Exposição Rodin e Um Português Tal e Qual, na Pinacoteca do Estado de São Paulo; 3ª Bienal Internacional de Arquitetura, em São Paulo; Comédia Urbana, no Museu de Arte Brasileira da FAAP, em São Paulo; Brasil Barroco, no Petit Palais, em Paris, Programação Musical de 1997, no Instituto Itaú Cultural, em São Paulo; São Paulo, Mapas e Relatos, no Museu Paulista, São Paulo; Niobe Xandó: a arte de subverter a ordem das coisas, na Pinacoteca do Estado, São Paulo; filmes e documentários de Paulo Pastorelo (O Vale e seus pertences), Sergio Bianchi (Quanto vale ou é por quilo?) Rodolfo Nanni (O Retorno).

    Em 2008, concebeu, dirigiu e participou dos espetáculos: Vieira 400 Anos, na Igreja do Pátio do Colégio, em São Paulo, O Mundo Musical de Machado de Assis, no CCSP e A Moura Encantada em “De Rasgos Árabes” na Cinemateca Brasileira. Acaba de regressar de uma turnê européia, ao lado do pianista Fábio Luz, executando obras de Villa-Lobos.


    Projeto Coisa Fina
    Fundada no final do ano de 2005, por iniciativa do saxofonista Daniel Nogueira e do contrabaixista Vinicius Pereira, a banda surge com o propósito de difundir a música de grandes compositores e promover a fusão entre canção e música instrumental com o jazz, baião, samba e maracatu.
    O Projeto Coisa Fina convida o ouvinte brasileiro a vivenciar suas raízes e resgatar sua diversidade.



    SERVIÇO:
    Open Jazz – 2ª edição – Grupo Projeto Coisa Fina
    Data: 02/12/2009
    Local: CEU Inácio Monteiro – Rua Ernesto de Souza Cruz, 2171 - Cidade Estevão de Carvalho
    Horário: 20h00
    Censura: Livre para todos os públicos – Menores: somente acompanhados de pais ou responsáveis
    Capacidade: 450 lugares
    *ENTRADA GRATUITA

    Data: 17/12/2009
    Local: MASP – Avenida Paulista, 1.578 – Cerqueira César
    Horário: 20h30
    Censura: Livre para todos os públicos – Menores: somente acompanhados de pais ou responsáveis
    Capacidade: 374 lugares
    *ENTRADA GRATUITA

     

    TAGS
     
     
     
     

    Bares em São Paulo

     
     

    Notícias BaresSP

     

    BaresSP publicidade 980x90 bares


    topo