Philip Miha traz ao Brasil o maior zouqueiro de Cabo Verde, Gil Semedo, em única apresentação em São Paulo Eventos BaresSP 570x300 imagem
    bsp-arroba-CursoGestao-300x250px.gif

    Philip Miha traz ao Brasil o maior zouqueiro de Cabo Verde, Gil Semedo, em única apresentação em São Paulo

    Philip Miha traz ao Brasil o maior zouqueiro de Cabo Verde, Gil Semedo, em única apresentação em São Paulo

    Por Ana Purchio | 11 de Novembro 2009 - Publicado em 10 Novembro 2009


    São Paulo, 10/11/2009 - Quem tem mais de 30 anos não pode perder o show desta quinta-feira, dia 12, a partir das 23 horas, no Carioca Club (Rua Cardeal Arcoverde, 2.899 – Pinheiros), com um dos maiores zouqueiros e lambadeiros de Cabo Verde, Gil Semedo, grande intérprete do zouk mundial, que faz apenas uma apresentação em São Paulo onde comemora seus 18 anos de carreira. Durante a curta passagem pelo Brasil ele grava uma canção com Loalwa Braz, vocalista do Grupo Kaoma (quem não se lembra do estrondoso sucesso de “Chorando se Foi”?). A cantora está gravando um DVD dos 20 anos de lambada. O responsável pela vinda de Semedo ao Brasil é Philip Miha, professor de zouk e coordenador do 3º Congresso de Zouk do Brasil, sucesso de público e melhor nível profissional já visto em São Paulo.

    3º Congresso de Zouk do Brasil

    A terceira edição do Congresso de Zouk do Brasil aconteceu simultaneamente ao 7º Congresso de Salsa, em outubro, em São Paulo, e foi sucesso de público e teve o melhor nível de profissionais. “Foram 17 bailes ocorrendo ao mesmo tempo, em quatro noites, sendo cinco de zouk, quatro de salsa, quatro de samba e quatro de tango, todos com apresentações de profissionais de dança do Brasil e do Exterior, com o objetivo de divulgar a cultura latina”, fala Philip Miha, especialista em zouk e coordenador do evento.

    O Congresso teve 213 horas de workshops, com aulas de uma hora de duração cada, em três níveis: principiante, intermediário e avançado. “As aulas aconteceram na Pulsarte, no Alto de Pinheiros, um espaço moderno onde todos se sentiram em casa, confortáveis e seguros e tivemos também, no Clube Homs, cursos especiais de capacitação profissional como condutas de personal dancing, didática para o ensino da dança de salão, a identidade do corpo brasileiro, organização de eventos de dança no Brasil, como melhorar a gestão para academias, marketing pessoal para dançarinos, ética no trabalho e manutenção do própiro nome ou marca”, enumera Philip.

    Segundo ele, o sucesso foi tão grande que faltou espaço para trazer mais profissionais de zouk. “Nesta terceira edição trouxemos 44 profissionais considerados nível A-A, `os melhores`, de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Bahia (Porto Seguro), Maranhão além de São Paulo e internacionais como da Austrália e de Buenos Aires. Todos receberam infra-estrutura, como transporte aéreo, alimentação, cachê e traslados pela cidade”.

    O baile de sexta-feira, no Clube Homs, que tradicionalmente recebe um público maior no salão da salsa, desta vez bateu recorde de público no salão de zouk. “Isso mostra que o zouk está com tudo e conquistando cada vez mais adeptos em São Paulo e no mundo”, diz Miha. Os bailes tiveram também participação de famosos, como Sheila Mello e os professores Alex de Carvalho e Rodrigo Delano que se apresentam na Dança dos Famosos do Programa do Faustão.

    Próximo Congresso

    A grande dificuldade para manter um congresso em um nível excelente como foi esta edição, segundo Miha, é a publicidade. “Se mais empresas patrocinarem o evento, os workshops podem ter preços menores, e um maior número de pessoas participar, além de haver a possibilidade de se abrir espaço para pessoas carentes conhecer um pouco mais sobre o zouk, que como a própria palavra diz, significa Festa”, ensina.

    No ano que vem, na quarta edição do Zouk Brasil, já há uma proposta de se fazer o evento em uma cidade litorânea. “Mas queremos fazer muito mais do que divulgar a cultura latina, queremos trazer exposições fotográficas, exibir filmes, manifestações de arte como pintura e escultura, shows ao vivo como o que aconteceu no Planet Tabapuã, com o cantor brasileiro, do Rio de Janeiro, Paulo Mac, ou seja, mostrar os vários olhares sobre o dançar latino”, antecipa Miha.

    Outra novidade da próxima edição é o convite feito à Banda Aíxa, de Belo Horizonte, criada pelo produtor musical Eduardo Filizzola para fazer show ao vivo, além de um espaço que será aberto antes do congresso acontecer para que professores de zouk do Brasil inteiro e do Exterior enviem em DVDs suas coreografias, com nome do grupo, tempo juntos, para avaliação. As melhores apresentações com os melhores passos serão selecionadas para serem apresentadas na quarta edição. “A seleção vai acontecer do inicio de junho até 10 de setembro”, explica Miha.

    Sobre Philip Miha

    É professor de dança desde 1987. A união da experiência que tem como professor de Educação Física e do conhecimento que adquiriu em expressão corporal resultou no desenvolvimento de um método exclusivo para o ensino de zouk. Esta exclusividade está relacionada não somente ao ensino da dança mas também a possibilidade de levar o aluno ao equilíbrio entre corpo e mente. Esteve recentemente na Índia fazendo um intercâmbio do zouk brasileiro com a dança indiana, acompanhado de Sheila Mello, vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=8ClBLEIsJIo. Responsável por trazer ao Brasil oito grandes nomes do Zouk internacional nesses últimos três anos, Philip Miha promete para novembro próximo a apresentação de um dos ícones do Zouk Internacional Gil Semedo, da Holanda.

    Confira promoção para ganhar convite VIP para o show de Gil Semedo no Site: www.zoukpassion.com

    Confira o som de Gil Semedo no site: http://www.gilsemedo.com/agusto/index2.html

     

     
     
     

    Bares em São Paulo

     
     

    Notícias BaresSP

     

    BaresSP publicidade 980x90 bares


    topo