facebook tag
 
    Malala, a menina que queria ir para escola no Teatro Procópio Ferreira Eventos BaresSP 570x300 imagem
    Arroba-Banner.gif
    Teatro

    "Malala, a menina que queria ir para escola" no Teatro Procópio Ferreira

    Por Mateus Diniz Omena
     14/08/2019


    De 13 de Setembro a 28 de Outubro, aos Sábados e Domingos, o Teatro Procópio Ferreira será contagiado pela comovente história real "Malala, A menina que queria ir para a escola", um espetáculo capaz de inspirar paiz e filhos a acreditarem no poder transformador da educação. 

    O elogiado espetáculo infanto-juvenil "Malala, a menina que queria ir para a escola" é a primeira adaptação teatral do livro-reportagem da premiada escritora e jornalista Adriana Carranca. Idealizado pela atriz Tatiana Quadros, com direção de Renato Carrera, adaptação de Rafael Souza-Ribeiro e canções originais de Adriana Calcanhotto, o espetáculo narra a viagem de Adriana Carranca ao Paquistão, dias depois do atentado á vida de Malala por membros do Talibã, por defender o direito de meninas à educação. 

    A jornalista atravessa meio mundo para descobrir o que aconteceu de verdade com a menina chamada Malala Yousafzai e porque ela estava sendo perseguida. Era uma missão perigosa, pois a terra natal de Malala, um vale de extraordinária beleza no interior do Paquistão, havia se tornado um território proibido para jornalistas. Vestida como as mulheres do Vale do Swat, a jornalista circula pelas ruas da cidade, se hospeda na casa de moradores locais, conhece as amigas de Malala, sua escola e até mesmo a casa onde morava. 

     

    Para mais informações e compra de ingressos acesse Ingresso Rápido


    Teatro Procópio Ferreira, Rua Augusta, 2823, Cerqueira César - São Paulo, SP
    R$ 90,00 (Inteira) e R$ 45,00 (Meia-entrada)


    Localização Teatro Procópio Ferreira

     
    BaresSP publicidade 980x90 bares
     

    Bares em São Paulo

     

     

    Agenda de Eventos em São Paulo

     

     

    Agenda de Eventos Teatro em São Paulo

     

    topo