facebook tag
 
    Qual a diferença entre Wi-Fi residencial e Wi-Fi corporativo? Eventos BaresSP 570x300 imagem
    Arroba_marketUp2.png

    Qual a diferença entre Wi-Fi residencial e Wi-Fi corporativo?

    Saiba qual melhor modelo para implantar em seu trabalho ou residência

    Por  | 25 de Abril 2019 - Publicado em 25 Abr 2019


    Empresas de WLAN como a TP-Link, desenvolveram linhas específicas para internet corporativa, entretanto é muito comum encontrar soluções de redes domésticas - como roteador Wi-Fi com repetidores - em lojas, restaurantes, bares e até mesmo em hotéis e escolas.
     
    Nos últimos anos, a internet em estabelecimentos comerciais tornou-se algo essencial. A internet é usada para atrair e manter clientes e também como ferramenta de trabalho para os funcionários. Para atender a demanda crescente, empresas de WLAN como a TP-Link, desenvolveram linhas específicas para internet corporativa, entretanto é muito comum encontrar soluções de redes domésticas - como roteador Wi-Fi com repetidores - em lojas, restaurantes, bares, hotéis e escolas.  Um exemplo bem comum são bares e restaurantes que usam dois roteadores: um para o sistema de pedidos local e outro dedicado aos clientes. 
     
    Por que devo usar equipamentos corporativos na rede na minha empresa? 
     
    Podemos tomar como analogia um carro popular feito para o meio urbano. Se você é um aventureiro que gosta de pegar trilhas, o carro urbano pode te levar ao seu destino, porém vai enfrentar muitas dificuldades, avarias e provavelmente vai atolar em algum ponto. Tudo isso, não porque ele seja ruim, mas sim porque não foi projetado para este uso. O mesmo ocorre para os equipamentos de rede. Os equipamentos corporativos são dotados de uma série de tecnologias que podem influenciar muito o ambiente quando tem muitos dispositivos conectados simultaneamente.
     
    • Design: Não é difícil encontrar em um restaurante por exemplo um roteador pendurado em uma coluna ou teto. Um access point corporativo possui design projetado para montagem em parede ou teto, e normalmente com o produto já acompanha o kit de instalação para fixação, permitindo uma instalação muito mais profissional e adequada.
     
    • Hardware: Um equipamento corporativo possui maior capacidade de processamento e memória, além de hardware adequado para uma quantidade maior de usuários. Enquanto um roteador doméstico suporta algo em torno de 15 conexões simultâneas, (este número depende do modelo e fabricante), um número adequado para um ambiente doméstico, um access point corporativo pode suportar algo em torno de 100 conexões simultâneas. 
     
    • Gerenciamento Centralizado: Imagine um hotel, para realizar a cobertura de toda a área foi necessário instalar 50 roteadores. Agora imagine acessar roteador a roteador para criar uma nova rede ou alterar uma senha. Com equipamentos corporativos, esses mesmo 50 access points podem ser gerenciados de modo centralizado, sendo possível criar ou alterar qualquer parâmetro em todos os acess points de modo simultâneo ou até mesmo monitorar em tempo real o status de todos equipamentos e tráfego da rede. A TP-Link possui plataforma profissional baseada em servidor centralizado sem licenças ou appliance, dedicado com gerenciamento cloud.
     
    • Segurança: Outro ponto fundamental é referente a segurança. Com um equipamento corporativo é possível usar diversos métodos de autenticação como captive portal onde é possível gerenciar cada credencial de modo individual. Segurança baseada em 802.1X e até mesmo métodos de acesso convenientes como Facebook Check In, possibilitando a promoção do estabelecimento. A TP-Link possui a autenticação via Facebook em toda sua linha Omada Dual Band. Além da autenticação, também é possível realizar a segmentação de tráfego em um mesmo equipamento. Por exemplo, pode se ter um SSID (nome da rede) para visitantes, e outro para a rede interna local, cada um atrelado a sua própria VLAN (segmento de rede) impossibilitando que os visitantes enxerguem o tráfego da rede interna. 
     
    Ambientes externos: Normalmente equipamentos domésticos possuem estrutura para serem acomodados em ambientes internos e arejados livres de umidade. Atualmente é muito conveniente a utilização de Wi-Fi em ambientes externos. Porém, para este tipo de utilização é exigido um hardware específico para este tipo de ambiente, que suporte altas temperaturas, poeira e chuva. A TP-Link possui o modelo EAP225-Oudoor como solução de Wi-Fi externo. 
     
    PoE: Outro ponto na implementação que pode ajudar muito é o Power Over Ethernet (PoE), que permite que energia e dados sejam levados ao equipamento no mesmo cabo, podendo ser alimentado através de um switch com portas PoE ou injetores PoE, evitando assim a necessidade de uma tomada de energia próxima ao lugar de instalação do access point, evitando custos com infraestrutura. Equipamentos domésticos não dispõe normalmente desta tecnologia, já nos equipamentos corporativos é muito comum o uso e está disponível na maioria dos equipamentos corporativos.
     
    Para maiores informações, acesse tp-link

    BaresSP publicidade 980x90 bares

     
     

    BaresSP publicidade 980x90 bares


    topo