Consumo responsável para bares e restaurantes Eventos BaresSP 570x300 imagem
    banner_arroba_quebra_mitos_cartao_makro.jpg

    Consumo responsável para bares e restaurantes

    Dicas de prevenção e cuidados com clientes no consumo responsável

    Por Michelly Lelis | 01 de Julho 2019 - Publicado em 01 Jul 2019


    O coquetel, bebida gelada de vinho, licor ou destilado misturado com ingredientes saborosos, possui uma história antiga. O primeiro registro é datada no ano de 1803 em uma revista americana, mas atualmente possui diversos tipos, como o Negroni, Margarita, Mojito, Moscow Mule, Dry Martini, dentre outros. Os bartenders são os profissionais que atuam no segmento e possuem uma grande notoriedade nos últimos tempos, por meio da criatividade e criação de novos drinks com novas misturas de bebidas e ingredientes.

    O consumo responsável destes insumos deve ser do cliente, bartenders, bares e restaurantes e até mesmo está presente nas leis brasileiras. Dessa forma, a educação e empoderamento são importantes para que os consumidores de bebidas alcoólicas tornem-se cidadãos integralmente capazes, façam melhores e corretas escolhas. Veja:

    • Em 2015, a Lei no 13.106 alterou o Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei nº 8,069/90) para tornar crime vender, fornecer, servir, ministrar ou entregar bebida alcoólica a criança ou adolescentes (até 18 anos). O descumprimento gera multa de R$ 3 mil a R$10 mil e interdição do estabelecimento comercial até o recolhimento da multa aplicada.

    • Sancionada em 2008, a Lei Seca (nº 11.705) mudou consideravelmente o Código de Trânsito Brasileiro com o objetivo de combater acidentes por embriaguez. Em 2018, com os 10 anos da Lei, o Ministério da Saúde divulgou a redução de mortes no trânsito em 14%. Segundo o estudo realizado pelo Centro de Pesquisa e Economia do Seguro (CPES), divulgado em 2017 aponta que, entre 2008 e 2016, a Lei Seca teria evitado a morte de quase 41 mil pessoas.

    Apesar das leis brasileiras apresentadas possuem resultados significativos, ainda há muito que fazer. É necessário mobilizar a sociedade para essa agenda, através da comunicação direta com os jovens, donos de bares e restaurantes, pais e educadores, consumidores e a própria indústria de bebidas alcoólicas.


    Dicas para o consumo responsável

    É preciso tomar algumas atitudes importantes para prevenir e cuidados com clientes, quando excedem o consumo de bebidas alcoólicas. Durante o preparo do drink, por exemplo, os açúcares, xaropes e temperos fortes podem disfarçar o teor alcoólico da bebida, o que pode facilitar o consumo excessivo e sem percepção. Dessa forma, é importante buscar o equilíbrio dos sabores, mesmo com a insistência do cliente. Além disso, uma boa alternativa para o consumo responsável é oferecer um cardápio diversificado, sem álcool, podendo apostar na criatividade, utilizando infusões, tinturas, xaropes, sucos, entre outros insumos.

    Em alguns casos, os clientes exageram e abusam do consumo. É importante ter um olhar mais cuidadoso e também saber preservar a imagem e reputação do estabelecimento e manter a fidelização. Por isso:
    • Fique atento com quem está exagerando na bebida e demore um pouco mais para servir ou sirva em quantidade menor do drink;
    • Treine e dê assessoria ao bartender para conversar com o cliente quando perceber que está passando do limite, pedindo moderação;
    • Tenha contato com um ponto de táxi próximo do estabelecimento para acionar o serviço para o cliente;
    • Combine com o dono do estabelecimento conveniado que o cliente que exagerar na bebida deixe seu carro pernoitar. Dessa forma, ele volta para casa com segurança, sem dirigir, e possa pegar o veículo no dia seguinte;
    • Oriente o auxiliar do Vallet a sugerir um táxi ou serviço de motorista pelo aplicativo ao cliente;
    • Ofereça alimentos que combinem com o drink escolhido. Assim, ele pode equilibar melhor os sabores e curtir mais o momento;
    • Converse com os amigos do cliente para que orientem aqueles que estejam exagerando na bebida.

    Como a indústria está mobilizada

    A indústria de bebidas alcoólica procura sempre educar e abordar sobre o consumo responsável. As marcas apoiam a autorregulamentação do setor sobre o assunto, ou seja, cumpre a lei vigente e colabora na construção de regulamentos que contribuem para o consumo responsável, como:
    • Alertas presentes nas embalagens e em peças publicitárias sobre o consumo excessivo;
    • Os websites dos fabricantes bloqueiam acesso a menores de 18 anos;
    • Realização de ações de grande impacto para abrir diálogo aberto com o público que aprecia bebidas alcoólicas.

    Sem Excesso
    A plataforma de campanhas e de conteúdo da ABRABE (Associação Brasileira de Bebidas), o Sem Excesso, possui foco na informação, educação e conscientização para o consumo responsável de bebidas alcoólicas. Em atividade desde 2011, foi criada junto a uma agenda institucional da associação para o apoio e criação de políticas públicas que eduquem o brasileiro para o consumo responsável. A ABRABE sempre procurou abordar o tema consumo responsável e lançou em 1996 o slogan “se beber, não dirija” para alertar o consumidor e contribuir para  mitigação de acidentes de trânsito por embriaguez.

    Fonte: Guia ABRABE.
     

    ATENÇÃO - Confirmar com o evento ou local se o mesmo estará aberto ou
    acontecerá devido aos acontecimentos e do COVID-19.

    BaresSP publicidade 980x90 bares

     
     
     

    Bares em São Paulo

     
     

    Notícias BaresSP

     

    BaresSP publicidade 980x90 bares


    topo