Ifood toma medidas para apoiar estabelecimentos durante período de COVID-19 Eventos BaresSP 570x300 imagem
    banner-salton.jpg

    Ifood toma medidas para apoiar estabelecimentos durante período de COVID-19

    O app injeta R$600 milhões de capital de giro no mercado brasileiro

    Por Michelly Lelis | 31 de Março 2020 - Publicado em 19 Março 2020


    Devido ao cenário global do COVID-19, o novo coronavírus, o iFood está trabalhando para desenvolver iniciativas de apoio ao seus mais diversos públicos. Além das medidas já divulgadas com foco em prevenção, como a diminuição de contato nas entregas e auxílio a parceiros de entrega, a empresa também se dedica em buscar soluções que amenizem os impactos econômicos e sociais da doença para restaurantes cadastrados em sua plataforma. A partir do dia 2 de abril, o foodtech realiza três grandes ações:
     
    Maior lucro por pedido: o iFood irá destinar R$50 milhões de sua receita na forma de um fundo de assistência a restaurantes, com foco especial nos pequenos estabelecimentos locais.
     
    Melhor fluxo de caixa: a empresa irá antecipar os recebimentos dos restaurantes, sem custo adicional. Assim, todo restaurante que optar por fazer parte dessa iniciativa, receberá o pagamento em 7 dias após a venda durante os meses de abril e maio. Logo, a expectativa é injetar até R$600 milhões no mercado brasileiro.
     
    Minimizar impacto da queda de fluxo ou fechamento de salões: devido as recomendações e restrições dos órgãos públicos, muitos restaurantes devem fechar seus salões ou sintam diminuição considerável no número de clientes em seus estabelecimentos. Asssim, todo o valor arrecadado pelo iFood em taxas do serviço "Pra Retirar" será devolvido integralmente aos restaurantes parceiros. 
     
    Plano de serviço de saúde: junto com AVUS, o iFood divulga a disponibilização gratuita de um plano de vantagens em serviços de saúde para todos os 140 mil profissionais de entrega que utilizam a sua plataforma. Dessa forma, os entregadores passam a ter acesso a uma rede credenciada de clínicas médicas, laboratórios e farmácias e pagarão apenas pelos serviços que utilizarem com valores acessíves e descontos de até 80%. Os benefícios também são válidas para um dependente de escolha do entregador, sem a necessidade de vínculo familiar. A iniciativa passa a valer a partir de 06 de abril, tem abrangência nacional e duração inicial de três meses. Para mais informações acesse avus.
     
    Entrega de álcool em gel sem aglomeração: Com foco na segurança e proteção, o iFood coloca em prática solução que permite a distribuição de álcool em gel para os entregadores que utilizam a sua plataforma sem a necessidade de aglomerações de pessoas com uso da tecnologia. Os kits estarão em vans itinerantes por diversos pontos da cidade. O entregador receberá um chamado para ir até a van como se fosse coletar um pedido. Esta combinação de veículos espalhados pelas cidades e os chamados individuais evitará aglomerações e grandes deslocamentos dos entregadores.
     
    "No iFood, tratamos como prioridade todas as relações envolvendo clientes e parceiros. Neste momento de incertezas e dificuldades enfrentadas por todo o país, entendemos que somos agentes importantes para manter ativos e sustentáveis os negócios dos restaurantes que compõem o nosso ecossistema. Para nós, é de extrema importância que sejamos parceiros desses estabelecimentos nos próximos meses para que, juntos, possamos atravessar este momento difícil", afirma o presidente do iFood, Fabricio Bloisi.
     
    O iFood criou um fundo solidário no valor de R$2 milhões para dar suporte aos parceiros de entrega que necessitem permanecer em quarentena por conta da doença. Os entregadores do grupo de risco e os entregadores que apresentam os sintomas ou foram infectados pelo COVID-19 receberão do fundo um valor baseado na média dos seus repasses nos últimos 30 dias, proporcional aos 14 dias de quarentena. Além disso, o aplicativo criou a opção "entrega sem contato". A solução pode ser escolhida no momento de realização do pedido. Para que isso aconteça, os pagamentos deverão ser efetuados online, pelo app; na sequência, o entregador responsável pela rota será avisado e terá acesso aos direcionamentos enviados pelo cliente para que possa concluir a entrega sem interação.
     

     

     
     
     

    Bares em São Paulo

     
     

    Notícias BaresSP

     

    BaresSP publicidade 980x90 bares


    topo