Tudo sobre garçom Eventos BaresSP 570x300 imagem
    Arroba_marketUp2.png

    Tudo sobre garçom

    Saiba tudo da profissão que tem conquistado cada vez mais o mercado

    Por Michelly Lelis | 16 de Agosto 2020 - Publicado em 16 Agosto 2020


    Nos dias atuais é impensável ir em algum restaurante, por exemplo, e não se servido por um garçom. Esses profissionais estão presentes em diversos lugares além dos restaurantes, como bares, cafeterias, hotéis, pousadas, navios, cruzeiros, eventos e muito mais. Apesar de parecer simples, o garçom deve possuir um grande preparo para servir corretamente os clientes, conhecer muito bem o local em que trabalha, saber responder perguntes inesperadas, ajudar a driblar certa situação e diversos outros pontos. Confira agora tudo sobre garçom:
     

    Profissão de garçom

    Como já mencionado, a profissão de garçom exige mais do que um nível de escolaridade elevado, mas também um profissional com conduta e comportamento exemplar, além do domínio das técnicas do bem servir. Por essas razões, é necessário um bom treinamento, com a utilização de técnicas padronizadas e modernas, que devem atender melhor às exigências dos melhores estabelecimentos, em nível internacional. Portanto, o garçom é o funcionário do restaurante ou bar que possui maior contato com os clientes e possui um cargo tão importante quanto os demais, principalmente pelo fato de que a opinião que o público forma do estabelecimento está diretamente relacionada com o tratamento que recebeu desse profissional. 
     

    O que faz um garçom?

    O garçom é responsável por realizar algumas funções, no qual as básicas são:
     
    • Preparar o local de trabalho, ou seja, o “mise em place” do salão;
    • Preparar, organizar e esterilizar os materiais e utensílios utilizados no salão;
    • Fazer a “mise em place” das mesas;
    • Recepcionar e acomodar os clientes;
    • Anotar os pedidos dos clientes;
    • Fazer o pedido na cozinha e/ou no bar de serviço;
    • Servir alimentos e bebidas, sabendo utilizar diversas modalidades de serviço;
    • Atender as reclamações dos clientes;
    • Recolher o pagamento das contas dos clientes;
    • Zelar pelos equipamentos e materiais utilizados em seu trabalho.
     
    Apesar das tarefas citadas, o garçom precisa também de alguns requisitos para ter um bom relacionamento profissional. Se deve, por exemplo, respeitar os outros, compreendendo suas diferenças e particularidades; respeitar as normas da empresa; procurar ajudar os colegas de trabalho; controlar suas reações agressivas; não entrar em discussões sem fim, saber ouvir e aceitar que o outro pode ter razão; e não gritar ou ser mal educado com os colegas de trabalho ou com seus superiores. O comportamento também é um grande diferencial, portanto, o profissional deve ser cortês com os clientes; ser discreto; ser atencioso com os clientes; ser paciente e tranquilo; ser honesto com todos; ter sensibilidade para entender as necessidades dos clientes; ser pontual e assíduo; ser dinâmico e criativo; ter facilidade de comunicação e expressão; saber trabalhar em equipe; e ter respeito por seus superiores, colegas e clientes.
     
    Além disso, o bom profissional de garçom também precisa possuir algumas habilidades. Dentre elas: conhecer as técnicas do serviço de garçom; buscar aprimoramento profissional; ter domínio das técnicas de venda; conhecer idiomas estrangeiros; e possuir algumas regras de conduta e de postura, enquanto estiver trabalhando.
     
    Regras de conduta:
    • Andar em passo normal, no salão, sem correr;
    • Falar em tom de voz normal com os clientes;
    • Não falar mal de colegas de trabalho e/ou da empresa;
    • Não comer, beber, fumar, mascar balas ou chicletes no local de trabalho;
    • Não utilizar o telefone, equipamentos ou materiais do restaurante para fins pessoais;
    • Manter o diálogo com os clientes em um nível formal;
    • Ouvir o cliente e só emitir o seu ponto de vista quando lhe for solicitado;
    • Não gesticular ao explicar ao cliente sobre um prato.
     
    Regras de postura:
    • O garçom deve ficar com o corpo reto, elegante, mas sem ficar tenso;
    • As mãos, se desocupadas, devem ficar atrás das costas;
    • O garçom não deve se apoiar nos móveis, cadeiras ou bancos do restaurante ou bar.
     
     

    Trabalhar como garçom

    Como um mercado em constante crescimento, o ramo possui um leque de opções de atuação. Seja envolvendo o trabalho em restaurantes, bares, cafés, lanchonetes, cruzeiros, entre outros pontos. Apesar do profissional não ser obrigado a contar com nenhuma formação específica, é recomendado que, para ganhar mais destaque, ele se capacite e se atualize constantemente, realizando cursos, workshops e treinamentos. Cursos voltados para maitre, barman, sommelier ou até chefe, pode chamar maior atenção na hora da contratação. Além do convencional, garçons podem atuar em eventos como congressos, casamentos, lançamentos, estabelecimentos de alto nível, buffets, festa de aniversários, entre outros. A faixa salarial pode variar, de acordo com os padrões da região e do estabelecimento em questão. 
     

    Curiosidades sobre a profissão de garçom

    Em alguns lugares existem alguns truques que as pessoas desconhecem, principalmente nos restaurantes. Veja algumas curiosidades sobre a profissão de garçom:
     
    A regra “das mesas de ouro”: ao entrar em um estabelecimento vazio, o garçom deve direcionar o cliente para se sentar em uma mesa menos cômoda, perto da entrada. É uma forma de criar a ilusão de “casa cheia” para chamar mais a atenção das pessoas;
     
    “Reservado”: algumas vezes, as melhores mesas estão com uma placa de “reservado”, mas nem sempre estão reservadas, mas sim, estão em “modo de espera” para que ninguém tente se sentar naquela mesa enorme onde o restaurante pode acomodar mais pessoas e ganhar mais lucro;
     
    O garçom retira os pratos vazios rapidamente de propósito: os profissionais procuram retirar os pratos assim que os clientes terminam de comer, pois, como resultado, o cliente fica incomodado ao ver a mesa vazia e se sente obrigado a pedir mais alguma coisa;
     
    As perguntas são formuladas para não deixar opções: a regra da “pergunta pronta” funciona antes da decisão da bebida, como “prefere vinho tinto ou branco?”. Nessa situação, o mais comum é o cliente escolher um dos tipos de vinho, e não uma cerveja, por exemplo.

    Dicas de como ser um bom garçom

    Além do grande preparo por trás da profissão, alguns pontos são fundamentais para ser um bom garçom. A evolução e ganho da simpatia dos clientes geram resultados positivos para o estabelecimento quanto para si mesmo. Veja:
     
    Procure conhecer todos os processos da atuação: saber a maneira correta de atender cada cliente, como arrumar a mesa, posição dos talheres etc.
     
    Ouça e observe mais: além de observar como os demais garçons trabalham, também se deve pedir conselhos e dicas àqueles que são mais experientes e, dessa forma, se sentir mais seguro para exercer a função;
     
    Conhecer o que vende: saber de cada item do cardápio do estabelecimento no qual trabalho. Se possível, leve um dos cardápios para casa para poder estudá-lo e anotar todas as dúvidas que surgirem;
     
    Mantenha a postura: coloque em prática as posturas informadas no início da notícia. Assim, é uma forma de mostrar aos clientes e aos chefes que se importa com o estabelecimento;
     
    Tenha simpatia: um sorriso e a gentileza pode mudar o dia de qualquer pessoa. Portanto, mantenha-se motivado e confiante com as tarefas que desempenha no estabelecimento em que trabalha;
     
    Identifique o perfil do cliente: o restaurante pode atender diversos perfis de clientes, desde casais até amigos que saem para jantar juntos. Ao atender um casal à noite, por exemplo, pode ser que o mais indicado seja seguir os passos de um jantar romântico oferecendo entrada, um bom vinho e o prato da casa;
     
    Seja presente, mas sem incomodar: ser prestativo é fundamental, mas é preciso tomar cuidado com o limite entre estar presente para o cliente e  ser uma pessoa incômoda. 
     

    Curso de garçom

    Hoje, as pessoas preferem optar por contratar profissionais não só com base na experiência, mas, principalmente, em seu amplo conhecimento sobre sua área. Há, cada vez mais, uma necessidade de ter uma especialização naquilo que faz. O BaresSP criou o Curso Garçom por ver o mercado de trabalho nessa área se expandir no Brasil, com a chegada de bares e estabelecimentos estrangeiros e também pelo país receber grandes eventos, feiras e negócios, festivais musicais, peças teatrais, entre outro. Após o Curso de Garçom, o aluno será capaz de realizar outras tarefas, como serviços de bar, copa e room service, além de ter uma facilidade maior de aprender outros tipos de serviço que alguns restaurantes ou bares possuem. 
     

     

    TAGS
     
     
     
     

    Bares em São Paulo

     
     

    Notícias BaresSP

     

    BaresSP publicidade 980x90 bares


    topo