CMV - Custo da mercadoria vendida no bar e restaurante Eventos BaresSP 570x300 imagem
    curso-bartender-arroba.gif

    CMV - Custo da mercadoria vendida no bar e restaurante

    Saiba como aplicar o CMV para bares e restaurantes

    Por Alexandre de Lemos | 15 de Maio 2020 - Publicado em 15 Maio 2020


    Ser o proprietário da 1VS Equipamentos proporciona ricos conhecimentos de diversos equipamentos de cozinha industrial, utensílios que são importantes e fazem diferencial em toda a gastronomia do estabelecimento. Fornos combinados, máquinas de gelo, fogão de indução, fritadeiras das mais simples até as mais automatizadas, caldeirões inteligentes, entre outros equipamentos. Uma linha absolutamente completa voltada para rentabilização do seu negócio. Sabemos a necessidade de entender o retorno do investimento, ou seja, tudo aquilo que é vendido, somos capazes de, antes de você realizar sua compra, ter calculado em quanto tempo haverá o retorno em função da sua demanda e produção.
     

    O que é CMV?

    Devido ao cenário, o objetivo é ajudar os donos de bares e restaurantes para enfrentar o momento de crise devido à pandemia do novo coronavírus. O CMV (Custo da Mercadoria Vendida), também conhecido como Food Cost, pode ajudar no melhor resultado. Neste momento de incerteza de como o mercado retorna, o conceito de custo da mercadoria vendida pode ser diferenciado em duas nomenclaturas:
     
    • CMV Simples: direcionado a revenda de produtos, como bebidas. Ou seja, o custo da bebida é toda a despesa para colocar dentro do restaurante, na prateleira, para vender. Então, anote tudo! Será a base para comparar o preço de venda e entender qual é a margem bruta, para depois, tirar os impostos e entender a margem líquida. 
     
    • CMV Diário: o mais imediato é trabalhar com competência. Isto é, tudo que foi comprado e vendido no período e dividir com o que foi apurado no custo e na venda, assim terá a margem bruta. É um indicativo que mostra o quanto há para trabalhar dentro do seu negócio. O CMV Diário é, simplesmente, ter uma anotação do que foi colocado em operação no dia, em termos de insumos, e o quanto que foi faturado no dia. Assim, é possível ver se a margem que foi apurado está de acordo com o seu planejamento. 
     
    Ter a certeza do quanto custa é a base da tomada de decisão em termos de produtos, forma de comercialização e público-alvo. Assim, o Food Cost é o suporte de todos os pontos relacionado a formação de preço. Então, coloque a atenção no assunto e nos consulte, de forma gratuita, para sair fortalecido neste momento difícil para bares e restaurantes e conseguir o melhor resultado possível!
     
    Alexandre de Lemos

    Alexandre de Lemos

    Bacharel em Administração de Empresas pela Cândido Mendes RJ e Master em Business Administration pelo IBMEC SP, é empresário desde os 18 anos de idade. Consultor em gestão e finanças por 25 anos, ex-proprietário de restaurante e especialista em equipamentos para cozinha profissional.
    ass

     

     
     
     

    Fornecedores do Food Service

     
    Makro
    Vorus
    Jura Jorney
    Gin Theros
    Vodka Icon
    Vinícola Salton
    Daiki Sake Seco
    Fernandes Araújo e CIA Contabilidade Empresarial
    Apogee Gin
    Ecograph
    Santa Monica
    Blend Express
    Inove
    Astoria
    MarketUp
    Italian Coffee
    Studio Cris Paola
    Vem! Plast
    BeerSenses
    Paulaner
    Franco Bachot
    Mobili Center Mesas e Cadeiras
    Casa Flora
     

    Tudo sobre Gestão para Bares e Restaurantes
    +

     
     

    Tudo sobre Marketing para Bares e Restaurantes
    +

     
     

    Tudo sobre Bebidas
    +

     
     

    Tudo sobre Cafeterias, Cafés e Barista
    +

     
     

    Tudo sobre Equipamentos para Bares e Restaurantes
    +

     
     

    Tecnologias para Bares e Restaurantes
    +

     
     

    Tudo sobre Delivery
    +

     
     

    Tudo sobre Leis para Bares e Restaurantes
    +

     

    BaresSP publicidade 980x90 bares


    topo