Tudo sobre cerveja Eventos BaresSP 570x300 imagem
    Arroba_marketUp2.png

    Tudo sobre cerveja

    Tudo sobre cerveja bebida produzida a partir da fermentação de cereais

    Por Michelly Lelis | 27 de Março 2020 - Publicado em 27 Março 2020


    A cerveja é a bebida oficial de um bom happy hour, uma boa opção em todos os tipos de eventos com sua variedade de estilo. A bebida produzida a partir da fermentação de cereais é considerada uma das primeiras bebidas alcoólicas que foram criadas pelo homem. Hoje, a cerveja é a terceira bebida mais popular, atrás apenas da água e do café, no entanto é a mais consumida no mundo inteiro.
     

    O que é cerveja?

    Cerveja é uma bebida alcoólica carbonatada, produzida através da fermentação de materiais com amido, com a cevada e o trigo como principais cerais maltados. Com variados tipos, que podem ser identificados mais adiante, a cerveja possui a água em seu preparo como parte importante do processo e algumas também contém lúpulo e fermento, além de outros temperos, como frutas, ervas e outras plantas.
     

    A origem da cerveja

    Estima-se que a origem da cerveja aconteceu simultaneamente com o surgimento dos primeiros povos agrícolas que cultivavam grãos, no entorno de 10 mil anos atrás. Não se sabe ao certo quando, onde e como a bebida surgiu, mas os registros mais antigo foi na região do Egito, onde dizem que os egípcios pagavam aos trabalhadores que construíram as famosas pirâmides uma dose diária de cerveja. A produção cervejeira, naquela época, era vista como algo místico, por razão da fermentação espontânea, assim como o pão.
     
    Para a produção de cerveja, como se conhece hoje, dependia de mecanismos industrializados. Portanto, a Revolução Industrial foi um dos acontecimentos mais importantes para a popularização da bebida. Ao longo dos anos, a cerveja teve diversos ingredientes e modos de preparo, mas foi a receita europeia que prevaleceu, à base de malte de cevada ou trigo, lúpulo e água. O malte produz o sabor adocicado, enquanto o lúpulo, uma flor, é responsável pelo amargor da cerveja. No século XX, foi descoberto a ação do fermento (levedura) que altera as características do produto final.
     
    Atualmente, existe diversas formas de combinar os ingredientes, como os variados tipos de malteação, assim como a torragem e caramelização do grão, além dos diversos tipos de lúpulos e sua forma de utilização. Assim, as combinações, junto com diferentes fermentos e águas, geram os estilos de cerveja. 
     
    O que é cerveja
     

    Estilos e Tipos de cerveja

    O que poucos sabem é que há uma determinada diferença entre estilo e tipos de cerveja. Os tipos de cerveja querem dizer a família que pertencem e um pouco sobre o seu processo de fabricação. Quando se trata de tipo, as cervejas são classificadas em Ales e Lagers, principalmente, e o que as difere é a fermentação, sua coloração e o teor alcoólico. Já os estilos e subestilos se referem ao padrão de combinar esses elementos. 
     
    Família Lager
    É a mais consumida no Brasil, no qual se diferem pela fermentação no seu processo de fabricação. São cervejas mais carbonatas, o fermento utilizado inicia sua fermentação em temperatura baixa, entre 6º a 12ºC, ficando acumulado no fundo dos tanques. “Família de baixa fermentação” como também são chamadas, são douradas e filtradas, mas há algumas versões mais escuras. Existe algumas subdivisões, sendo elas:
     
    • Estilo light lager ou pale lager: é a mais comum das cervejas lagers e apresentam tipos já conhecidos pelos brasileiros:
       • Pilsner: também conhecida como Pilsen, seu aroma e sabor são acentuados pelo lúpulo, o que justifica o leve amargor. São claras, com baixo corpo e fácil de beber, apresenta baixo teor alcoólico e com final seco.
      • American Lager: apesar de serem denominadas como pilsen no Brasil, elas são lager. Fácil de beber, pouco amargor, final relativamente seco, aroma que remete aos cereais, cor dourada e cristalina. Skol, Brahma e Kaiser são as mais vendidas neste tipo.
      • Premium lager: semelhante ao american lager, mas possui mais lúpulo e malte, com uma cor parecida ao dourado, uma cerveja com um corpo médio, presente nas marcas Heineken e Stella Artois.
       • Helles: mais conhecida na região da Alemanha, é considerada uma cerveja com destaque em seu malte e com menos lúpulo no preparo. Seu malte evidencia um sabor de pão e biscoitos, sendo opção de café da manhã dos alemães.
      • Dortmunder Export: também mais conhecida na Alemanha, o seu lúpulo e malte são equilibrados, trazendo uma sensação adocicada do malte e também um forte amargor. Apresenta dourado claro em sua cor que pode atingir uma escala mais escura, além de ter uma espuma consistente.
       • Japanese Rice Lager: reconhecida como dry-beer, é uma cerveja originárias do Japão e feitas com arroz, sabor suave.
     
    • Estilo Dark Lager: são cervejas escuras, com um baixo corpo, boa carbonatação e teor de refrescância. 
      • Munich Dunkel: considerada a original dark lager da Europa, é uma cerveja de baixa fermentação e coloração marrom escura. O malte munich resulta em um doce amargor e notas de chocolate, caramelo e nozes.
      • American Dark Lager: são cervejas escuras, com baixo corpo, boa carbonatação, espuma e refrescância. Sua cor varia entre âmbar e marrom escuro.
      • Malzbier: uma das mais famosas no território brasileiro, está presente nas marcas Brahma, Antactica e Itaipava. Escura e doce, teor alcoólico baixo, após a fermentação é acrescentado xarope de açúcar e caramelo.
     • Schwarzbier: cerveja realmente preta, com aroma do malte que prevalece moderadamente. Pode ser notado em baixo teor o malte tostado e a cerveja apresenta notas de caramelo, café ou chocolate em um leve doce.
     
    • Estilo Bock: indicada para ser consumida no inverno, conhecidas por serem cervejas lagers com a coloração escura, saindo um pouco da tradição e com fortes características do malte, dando a elas notas de caramelo e de pão tostado.
      • Tradicional Bock: em seu aroma o malte é moderadamente percebido como pão, já o lúpulo é quase não perceptível e também está em menor evidência no sabor da cerveja, o suficiente para equilibrar com o malte. Sua cor se varia entre o cobre claro ou um marrom consistente.
       • Doppelbock: possui teor alcoólico alto, variando entre 7 a 10%. Sua coloração ganha destaque, pois há versões que variam do âmbar até um vermelho rubi, dando uma grande beleza somada ao colarinho cremoso da cerveja.
       • Helles Bock: apresenta coloração clara que varia do dourado até o âmbar e o seu aroma de moderado até intenso se tratando do malte da cerveja, além do lúpulo ser imperceptível.
     
    • Estilo Europen Lager: conhecido como um agrupamento de estilos europeus caracterizados por terem um maior teor alcoólico e também o mesmo tipo de fermentação.
       • Vienna: uma cerveja criada na cidade de Viena, no qual as produzidas na Europa contém maltes da região e resulta uma característica leve, diferente da versão americana, mais amarga e forte. Sua aparência varia entre âmbar e cobre claro, com aroma leve.
       • Marzem Lager: apresenta teor alcoólico um pouco mais alto e a coloração varia entre âmbar e marrom. Com aroma leve, é possível sentir notas de pão tostado e também um pouco de lúpulo, com sabor levemente adocicado.
     
    A origem da cerveja
     
    Família Ale
    O que diferencia uma Ale e uma Lager é o seu processo de fermentação, mais alto no caso da Ale. As temperaturas podem variar entre 15º a 24ºC, em alguns casos até mais que isso no curto tempo de três a cinco dias. São cervejas mais encorpadas e o seu sabor varia entre doce e amargo e sua cor também acompanha o ritmo variando das mais claras até as mais escuras, além do seu grande poder de variação. Confira:
     
    • Estilo Pale Ale: foram criadas para competir com as cervejas Pilsens durante o período de guerra. São suaves com toques amendoados.
       • American Pale Ale: variação mais popular da Pale Ale, sua coloração vai de dourado pálido a âmbar profundo, aroma que lembra crosta de pão tostada, amargor médio, mas com final suave. 
       • English IPA: possui cor que varia entre dourada a cobre profundo, aroma terroso de lúpulos ingleses e de malte, baixo nível de álcool e fácil de beber. 
       • American Amber Ale: também conhecida como “red ale”, a cerveja é semelhante a american ale, mas o que diferencia é a sua cor que pode variar entre cobre-claro e cobre. Sua composição final contém menos lúpulo, menos álcool e também menos intensidade que a american ale, dando um carácter mais leve e equilibrado.
       • American Strong Ale: são fortes e com alto teor alcoólico. São consideradas cervejas com muito sabor por conta do seu maior teor de lúpulo e malte na composição. Aromas cítricos são presentes na cerveja e sua cor pode variar entre âmbar e cobre-claro.
     
    • Estilo Altibier: produzida na Alemanha, é considerada uma cerveja velha devido o seu tempo de maturação. Se caracteriza por ter a coloração cobre e que realça a cerveja, além de possuir pouco gás e realizar a combinação perfeita de lúpulo e malte.
     
    Tipos de cerveja
     
    • Estilo trigo: consideradas refrescantes, o estilo trigo possui baixo amargor com alta carbonatação, além de poderem apresentar aromas de banana, chocolate, malte torrado ou de especiarias.
        • Weissbier: a tradicional cerveja alemã é 50% malte de trigo e restante é composto por malte de cevada. Se trata de uma cerveja clara e com um colarinho branco de espuma consistente.
        • Hefeweizen: se trata de um estilo não filtrado. Sua cor não é tão clara quanto as outras, possui um tom mais vermelho dando intensidade e carregando a cor amarela do estilo Weiss.
       • Dunkelweizen: assim como as demais cervejas de trigo, possui pelo menos 50% de malte de trigo, a diferença é que grande parte dessa porcentagem se trata de maltes torrados ou caramelizados. Cerveja de corpo médio para encorpado e em seu sabor pode ser notados tons de cravo, banana, baunilha e até um leve tuti-fruti.
      • Weizenbock: derivada do estilo alemão bock, se trata de uma cerveja com maltes tostados e sua coloração varia de cobre a um vermelho escuro. Em seu aroma é perceptível a presença de banana, cravos e frutas escuras. No sabor, predomina o malte de trigo e o álcool.
       • Witbier: produzida na Bélgica, possui características diferentes das demais por ser uma cerveja leve e apresentar coentro e frutas. Com baixa graduação alcoólica e um corpo leve, sua coloração é um amarelo claro e uma grande turbidez. 
       • Berliner Weisse: se refere a uma cerveja clara, leve e refrescante. Sua principal característica é a acidez, com sua cor originalmente clara, mas por conta da adição de frutas, pode tomar outras cores.
     
    • Estilo Porter: confundida com o estilo Stout, a Porter é mais suave e seu teor alcoólico é um pouco mais baixo. Esse tipo de cerveja tem um tom mais escuro e apresenta sabor e aromas de café, chocolate e caramelo.
     
    • Stout: são cervejas escuras, quase negras, com sabor adocicado que lembra chocolate, café ou malte torrado, além de possuir alto teor alcoólico e pouca carbonatação. A Guiness é a principal marca de cerveja desse estilo. Há algumas variações do estilo Stout, como Dry Stout, American Stout, Sweet Stout, Oatmeal Stout e Russian Imperial Stout.
     
    As principais marcas de cerveja
     
    Família Lambic
    Classificada como a terceira categoria dos tipos de cerveja por sua fermentação ser espontânea. Suas características estão mais interligadas às regiões em que são fabricadas e também por seus tanques de produção serem abertos. São cervejas claras, ácidas e maturadas em madeira, com gosto mais azedo e seu aroma que vai desde os frutados aos cítricos. Considerada o estilo de cerveja mais antiga existente no mundo.
     
    • Gueuze: é uma mistura de lambic jovem e velha e que vai para uma segunda fermentação em barris de carvalho. Seu gosto é menos ácido, amargo e forte, mas leve e adocicada ao mesmo tempo. Semelhante ao champagne.
     
    • Faro: leve, saborosa e sem a acidez. Com baixo teor alcoólico, é marcada por sua cor âmbar.
     
    • Fruit Lambic: após o processo de fermentação iniciar é acrescentado frutas. São ácidas e apresentam sabor que podem ser seco ou até adocicada, com teor alcoólico baixo e que descansam em barris de carvalho por até três anos.
     
    • Staight Lambics: é uma pura lambic com um ano de maturação, seca e muito ácida, com a ausência de carbonatação sendo sua principal característica. 
     
    Drinks com cerveja
     

    As principais marcas de cerveja

    Cervejas no mercado é o que não falta, ainda mais com a grande variedade de estilos e tipos como foi visto. Das mais simples até as mais sofisticadas, as cervejas fazem o gosto de cada um e, algumas marcas ganham destaque por cair no gosto dos brasileiros. Confira algumas:
     
    • Budweiser: produzida nos Estados Unidos, a marca ainda não está no topo das mais consumidas no mundo, porém é uma das mais conhecidas internacionalmente. No Brasil, em seis meses de lançamento, a bebida conquistou 11,5% do mercado premium.
     
    • Corona Extra: fabricada no México, o rótulo é líder no mercado mexicano, sendo a marca mais importada nos Estados Unidos. Criada em 1925, a bebida é hoje comercializada em mais de 170 países.
     
    • Heineken: de origem holandesa, a marca possui uma forte presença mundial, apesar de estar presente em 70 países. A marca ocupa o oitavo lugar entre as cervejas mais consumidas do mundo.
     
    • Brahma: fabricada no Brasil, a cerveja está presente em todos os bares e restaurantes brasileiros. Em termos de valor de marca no país, o rótulo ocupa o sétimo lugar, avaliado em 5.088 bilhões de reais.
     

    Drinks com cerveja

    Mais consumida de maneira pura, a cerveja também está presente em alguns drinks. Apesar soar estranho, há opções deliciosas para apreciar durante qualquer época do ano. Confira os drinks com cerveja:
     
    • Michelada:
    1 lata de cerveja • suco de 1 limão • sal • molho inglês • molho de pimenta.
    Coloque sal na borda de um copo. Pingue no copo quatro gotas de molho inglês e quatro gotas de molho de pimenta. Encha com gelo, adicione o suco de limão e complete com cerveja. Sirva gelado.
     
    • Mojito de cerveja:
    ¼ de lata de cerveja pilsen • 1 dose de rum branco • 1 colher de açúcar • 1 ramo de hortelã • gelo.
    Misture todos os ingredientes. Sirva gelado.
     
    • Black Velvet:
    1 dose de prosecco • 2 doses de cerveja escura.
    Misture todos os ingredientes. Sirva gelado.
     

     

     
     
     

    Fornecedores do Food Service

     
    Fernandes Araújo e CIA Contabilidade Empresarial
    Vorus
    Gin Theros
    Vinícola Salton
    Makro
    Ecograph
    Santa Monica
    Blend Express
    Astoria
    Italian Coffee
    Studio Cris Paola
    Inove
    MarketUp
    Ouro de Kaffa
    Madalena
    Vem! Plast
    Visite São Paulo
    BeerSenses
    Franco Bachot
    Mobili Center Mesas e Cadeiras
    Casa Flora
    Paulaner
    Rj Carrinhos
     

    Tudo sobre Bebidas

     
     

    Tudo sobre Marketing para Bares e Restaurantes

     
     

    Tudo sobre Cafeterias, Cafés e Barista

     
     

    Tudo sobre Gestão para Bares e Restaurantes

     
     

    Tudo sobre Equipamentos para Bares e Restaurantes

     
     

    Tecnologias para Bares e Restaurantes

     
     

    Tudo sobre Delivery

     
     

    Tudo sobre Leis para Bares e Restaurantes

     

    BaresSP publicidade 980x90 bares


    topo